Inicio

"Por favor, escutem seu corpo": Mãe perde seu bebê por causa de negligência médica e faz alerta para outras grávidas


Publicado em 09 do 02 de 2019 por Andreza Rocha

Muitas mulheres têm o sonho de se tornarem mães, mas algumas delas acabam passando por várias dificuldades para conceber um filho. Quando elas finalmente conseguem engravidar, a alegria e ansiedade toma conta da futura mamãe, e toda a família aguardam ansiosos pela chegada do mais novo membro. Mas, nem sempre a gestação completa o seu ciclo natural. Existem casos que a tristeza e o luto da perda pode se misturar com revolta e angustia.

Foi isso que aconteceu com a jovem mãe Kristy Watson, uma australiana que perdeu seu filho com 32 semanas de gestação. Com apenas 20 anos, Kristy já havia passado por 3 abortos, que são extremamente dolorosos para as mulheres que sonham em ser mães, e não foi diferente com ela, Kristy sonhava em ser mamãe.

Foi então que finalmente um bebê conseguiu desenvolver-se em seu útero, ela ficou muito alegre ao saber da notícia.

Grávida de um menino, Kristy mal esperava a hora de poder segurar o seu filho em seus braços, ele se chamaria Kaycen. Porém, na 26ª semana de gestação, ela começou a apresentar alguns sintomas que deixou a futura mamãe muito preocupada. O seu rosto, pés e mãos estavam bastante inchados, além de sentir uma dor de cabeça muito forte, ao perceber tudo isso ela foi correndo se consultar com o médico. Apesar de ter contado todos os sintomas e ter explicado tudo que estava sentindo detalhadamente para o médico, ele falou que eram sintomas normais da gravidez e receitou apenas uma analgésico.

Ao entrar na 32ª semana gestacional, Kristy foi levada para emergência do hospital, lá ela foi diagnosticada com pré-eclâmpsia mas já era tarde demais. O seu bebê não resistiu e morreu ainda em sua barriga. Kristy ficou muito abalada e não aceitou tanta negligência dos médicos, a doença quase custou a sua própria vida. Ela ficou inconformada pois simples exames poderiam ter salvado a vida de seu filho, porém os médicos não quiseram passar.

Ela faz um alerta para outras mulheres: "Por favor, escutem seus corpos, exijam ser examinadas se acharem que algo vai muito errado com seu organismo, mesmo contra a vontade do médico." é a mensagem que Kristy tenta passar para as futuras mães, tentando evitar que elas passem pela mesma dor que ela passou.